terça-feira, 30 de abril de 2013

Zines luso-brasileiros na Livraria Sá da Costa


Novos números dos zines Prego e Mesinha de Cabeceira: no Prego que é um especial "Drogas" participam vários autores brasileiros e os portugueses Marcos Farrajota e Rudolfo - cada um deles desenha o argumento do outro; no Mesinha de Cabeceira participam Dr. Uránio, Marcos Farrajota e o francês Davi Bartex.

#25


Edição MMMNNNRRRG. Capa de Dr. Uránio. BDs de Marcos Farrajota e Davi Bartex. Design: Joana Pires
...
Este novo Mesinha de Cabeceira, que ainda recentmente comemorou 20 anos de existência, faz uma continução da fórmula do número anterior, desta vez com Farrajota a duplicar as páginas para contar histórias sobre apartamentos e instituições públicas de Lisboa, ou melhor sobre os seus abandonos e decadências. Este é segundo capítulo do "Desobediência é um artigo de colecção", trabalho de Farrajota desenvolvido numa residência artística na Finlândia. O convidado Bartex é francês, tendo residido em Lisboa durante algum tempos nos príncipios do milénio tendo feito esta BD que andou perdida uns 10 anos. Bartex é conhecido pelos seus encantadores e monstruosos trabalhos de animação de rua - e também andou nas míticas tournês de barco feita dos Mano Negra pelas costas africanas e sul-americanas.
...
Já está à venda na loja online da CCC, em Montemor-o-Novo na Fonte das Letras e em Lisboa na Livraria Sá da Costa!
...
Edição limitada de 333 exemplares. Pode ser lido na íntegra aqui. Lançado no dia 30 de Abril na Sá da Costa com o Prego #6.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Malhete!



Amµnition_Planet Mu Records Mixed Sampler Album (Planet Mu; 2004)

Ok! É de 2004 e estamos em 2013... Mas é um disco fixe, caralho! Jungle revisitada, Breakcore-porque-sim, Gabba camuflada e outros estilos metidos em 80m compactos para festa diabólica em Berlim ou na República Checa - por cá já houve disto mas já kaput há muito tempo, infelizmente. Melhor que isto só mesmo The Bug! E The Bug não tem nada haver com isto...

terça-feira, 2 de abril de 2013

I want to ride my bicycle!



v/a : Project Bicycle (Ache; 2006)

Música e bicicletas, faz algum sentido? Claro que sim, faz tanto como skates e pizzas... Foi como uma forma de manifesto que a editora canadiense Ache convidou artistas do seu catálogo e mais alguns convidados internacionais - o mais conhecido será o Jason Forrest - para pegarem em "samplers" de sons de bicicleta (gravados e cedidos pela editora) para fazerem música com eles. No espírito "open source" esses  mesmos samples aparecem na última faixa do disco para quem ainda quiser pegar nos mesmo para brincar às misturas - como aconteceu com um disco de [f.e.v.e.r.].
Os temas criados na essência dividem-se em variações do Techno - Minimal, Micro-House,... - sempre com a presença do Glitch da máquina mecânica - a bicla - seja com das manipulações digitais. Quem pisa nas regras e se safa com isso, é o Forrest que sem pudor sampla também os Queen e o seu o glorioso tema Bicycle Race para nos dar um tema Disco-Breakcore no final do CD. Não há aqui radicalismos Noise ou de qualquer espécie, os exercícios que se praticam são amenos e os sons das buzinas e campaínhas lembram palhaços e circo... Um ponto negativo que mancha quase todos os esforços.
A capa é do Jelle Crama, uma razões de comprar o disco a um terço do preço na Matéria-Prima... Ou pensavam que comprei isto para ouvir enquanto lia o Pedal?